Entrevista: conversamos com os holandeses do Antillectual


Foi iniciada a temporada 2017 de entrevistas por aqui, pra começarmos com o pé direito conversamos com a banda holandesa Antillectual. Eles serão os responsáveis por abrir os shows da turnê latino-americana do Satanic Surfes, lendária banda sueca de punk rock.

Vale lembrar que o disco mais recente dos caras também está sendo lançado no Brasil! O "ENGAGE" saiu pela FUSA RECORDS e você pode encontrá-lo no link: goo.gl/aMvRMD


Leia a entrevista na íntegra logo abaixo:

1. Esta será a segunda vez que a banda toca no Brasil. Tem algo que vocês se lembram da última visita ao nosso país?

A nossa principal impressão foi que as pessoas são muito entusiasmadas por aí, em particular quando nos viram, mas em geral quando se trata de ver shows ao vivo. Shows malucos transformam as pessoas mais amigáveis em maníacos, tudo de uma forma positiva.

Na última vez, dirigimos Brasil adentro em uma pequena van, vimos uma porção de cidades loucas como São Paulo e Porto Alegre, lugares que vamos voltar agora, mas também muito campo, mato, estradas sem fim que pareciam dar em lugar nenhum. Mas esta turnê será completamente diferente, abrindo para uma grande banda atravessando a América Latina, e a maior parte da viagem será de avião.


2. Muitas pessoas consideram o Punk Rock e o Hardcore como alguns dos estilos mais influentes na música, da última década. Com a experiência atual e todos esses anos de estrada, vocês veem alguma evolução na cena hardcore nos últimos dez anos em relação as bandas e ao público?

Eu gostaria de poder dizer o mesmo sobre o punk/hardcore na Europa. Por aqui é mais como se fosse do contrário. Punk Rock era muito grande entre 1995-2000. Nós três somos produtos daquela onda, mas quando nós começamos nossa banda, a onda já havia acabado. Então nós nunca nos beneficiamos da popularidade do gênero naquela época. Mas isso não quer dizer que o punk/hardcore não tenha mais impacto nas pessoas, é só que cada vez menos e menos pessoas vivenciam este impacto. É uma pena, porque isso foi o que moldou eu e meus amigos, e definiu o que nos tornamos como seres humanos.

Eu gosto de acreditar que o punk/hardcore são estilos que têm muito a oferecer em questão de musicalidade e letras,  especialmente porque estamos vivendo tempos muito cruciais agora. Deve estar por surgir uma nova onda, caso as coisas continuem indo pelo ralo.



3. Então, agora vocês estarão em turnê com o Satanic Surfers. Se vocês pudessem escolher outras bandas para tocar junto, quais seriam e por quê?

Tivemos a honra de tocar com muitas de nossas bandas favoritas e conhecer os membros, além de pessoas envolvidas com essas bandas. Tem muitas com as quais adoraríamos excursar novamente, ou mais extensivamente. Porém existe uma banda que nunca tocamos juntos e adoraríamos fazer uma turnê: o Face to Face. É uma das bandas que nós três crescemos ouvindo. Nós já fizemos covers de Face to Face e, toda vez que eles tocam, eles arrebentam! Nunca vi um show ruim deles. Então da próxima vez, adoraríamos vir com o Face to Face! :-D


4. O Brasil está vivendo tempos difíceis no aspecto político e em nossa sociedade. Na nossa cena hardcore tem muitas bandas que tomam partido em questão política e lutam por causas sociais. Sempre tivemos bandas que mostram isso em suas letras ou discursos. Em contraste, temos uma parte do público que discorda desta conduta e acha que o hardcore deveria ficar fora destas questões. Gostaríamos de saber a opinião de vocês.

O aspecto muito original do punk e do hardcore é que, neles, existe espaço para conteúdo alternativo, como mensagens sociais e políticas. Apenas em outra pequena subcultura, o hip-hop, existe espaço para alertas sociais e letras engajadas. Eu acho que isto é o que ainda faz o punk/hardcore especial e relevante para muitas pessoas.

Por outro lado, assim como não gostamos quando dizem que não deve haver política no punk/hardcore, nós enfatizamos que todos falem e cantem sobre o modo como eles se sentem. Se você não gosta de misturar música com política, você não precisa. Tem um bocado de músicas que eu gosto de ouvir que não tem relação com política. É a liberdade de fazer o que você gosta liricamente (menos propagar ódio) que eu amo no punk/hardcore, depois da música enérgica, é claro.


5. Mais uma vez, o show de vocês é muito aguardado e causa muitas expectativas por aqui. Gostaríamos de saber se estão preparados ou nós que devemos nos preparar para estes shows.

Tentaremos tocar o máximo de canções que conseguirmos, uma vez que nosso tempo no palco é limitado a uma banda de abertura. Mas nunca deixamos de falar sobre as músicas que tocamos e o contexto nas quais elas foram escritas durante o show. Vamos focar mais nas músicas do nosso novo álbum “ENGAGE!”, mas vamos variar também e acrescentar algumas canções antigas. Músicas rápidas, pois sabemos que o pessoal da América Latina ama isso!

Vamos dar tudo de nós todas as noites e esperamos que as pessoas apreciem e aproveitem o que fazemos no palco e que comprem uma camiseta ou algum de nossos discos depois do show.


6. Tem algo mais que vocês gostariam de dizer aos fãs brasileiros?

Se vocês não nos conhecem ainda ou acabou de nos conhecer: obrigado por nos escutar! Se você nos conhece faz tempo ou já nos viu antes: obrigado por nos apoiar por todos esses anos e ir aos shows. Esperamos ver cada um de vocês em um ou mais de nossos shows.

Nos siga no Facebook, Instagram ou assine nossa Newsletter no site antillectual.com

Obrigado galera!

Não, nós que agradecemos por nos receber e por dar a nós e a turnê alguma atenção!

___

Ouça o álbum na íntegra no player abaixo:




Solid Music Entertainment ORGULHOSAMENTE APRESENTA

Satanic Surfers (Suécia)

Antillectual (NL)
Out in Style (BR / CAN)

Data: 04/02/2017
Horário: 17:30 - 21:00
Local: Stage Bar - Rua Brigadeiro Galvao, 871 - Barra Funda - São Paulo/SP


INGRESSOS - PROMOCIONAL / MEIA ENTRADA

Lote Promocional - R$70,00 (Somente Online e por 24hrs LIMITADO) (**ESGOTADO**)
1º Lote - R$80,00
2º Lote - R$90,00

* Os ingressos são limitados

** Ingressos com valor PROMOCIONAL e MEIA ENTRADA, válidos com apresentação da carteirinha de estudante do ano corrente, boleto original ou comprovante de matrícula original ou com a doação de 1kg de alimento não-perecível. O alimento deverá ser entregue na porta do evento e será doado para instituições beneficentes.

Pontos de Venda

São Paulo - LOJA 255 (Galeria do Rock)

APOIOS
BirdAttack
Action Merch
Rx. Design
PixelTicket
VOMIT3D
MPSI ROCK


REALIZAÇÃO

Solid Music Entertainment


Share on Google Plus

About Posthardcore Br

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.