PHCBR entrevista: Alan Day, vocalista do Four Year Strong



Com três shows marcados no Brasil e uma extensa turnê que começou no inicio desse ano em comemoração aos dez anos de lançamento do "Rise or Die Trying", o Four Year Strong atendeu, através do vocalista e guitarrista, Alan Day, a PHCBR e falou um pouco sobre a convivência com os outros integrantes, shows em terras brasileiras e bandas que ainda não tiveram a oportunidade de tocar.

Confira o papo na íntegra logo abaixo:

A banda está fazendo  dezessete anos, então, quais são os fatores mais importantes para manter uma banda viva por tanto tempo?

Ser capaz de tolerar e se adaptar. A parte mais difícil de estar em uma banda é passar todos os momentos com as mesmas quatro pessoas e estar longe de sua vida doméstica. Se você  aprender a lidar com isso, o resto é fácil. Escrever e tocar  é o que sempre nos manterá unidos.

A última vez que vocês estiveram no Brasil foi em 2012, juntamente com New Found Glory, quais são as expectativas para este novo show?

Eu nunca tenho expectativas para os nossos shows, mas sempre que subo no palco tento tornar aquilo o melhor show possível.

Os brasileiros adoram o álbum Rise or Die Trying. já tinham parado para imaginar que dez anos depois esse álbum ainda seria cantado por multidões?

Eu definitivamente não esperava continuar a tocar as mesmas músicas 10 anos depois, mas eu sempre esperava ser bem sucedido o suficiente para fazê-lo. Eu tento não entender isso.

Uma das coisas mais engraçadas da banda é a forma como você intitulam as canções, falem sobre o processo de composição e como vocês decidem os nomes?

O processo de escrita da música é praticamente sempre o mesmo. Nós chegamos com um riff de guitarra, começamos a escrever toda a música ao redor, e está tudo pronto, então escrevemos letras para combinar a vibração da música. É assim que sempre foi. A música primeiro e os vocais depois. É meio retrógrado, mas sempre funcionou para nós por algum motivo. Os títulos são sempre algo que pensamos soar engraçado. Nós tentamos não nos levar a sério demais.

Vocês já compartilharam o palco com grandes bandas; Ainda existe algum artista/banda que você gostaria de tocar?

Há uma lista infinita de bandas e artistas com quem eu gostaria de tocar. A maioria deles realmente nunca tocaríamos porque seria estranho, como Tom Petty, Death Cab For Cutie, Foo Fighters, Queen of The Stone Ages, são apenas alguns.

Quais são os próximos planos da banda após o tour de dez anos de Rise or Die Trying, podemos ter um novo álbum?

Ainda não estamos trabalhando em material novo, mas estamos começando a falar muito sobre isso e esperamos começar a desenvolvê-lo nos próximos meses.


O Four Year Strong inicia sua turnê no Brasil no final de julho e passará por três cidades brasileiras:

————————————————————— Porto Alegre (RS)
Data: Sexta, 28/07/2017
Horário: 18:00 – 21:00
Local: El Toro pub – Avenida Cristóvão Colombo, 545 – Shopping Total
Ingressos Online: https://pixelticket.com.br/eventos/1385/four-year-strong-porto-alegre

————————————————————— São Paulo (SP)
Data: Sábado, 29/07/2017
Horário: 17:00 – 21:00
Local: Jai Club - Rua Vergueiro, 2676  - Vila Mariana (Novo local)
Banda de Abertura: Never Too Late
Ingressos online: https://goo.gl/vk0iic

Ingressos físicos na LOJA 255 - 1ºandar - Galeria do Roc

————————————————————— Curitiba (PR)
Data: Domingo, 30/07/2017
Local: John Bull Pub – Rua Mateus Leme, 2204 – Curitiba
Ingressos Online: https://pixelticket.com.br/eventos/1383/four-year-strong-curitiba


Share on Google Plus

About DieGoh Mendes

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.