Confira uma entrevista exclusiva com o This Wild Life!


A galera da página This Wild Life Brasil, a primeira dedicada somente ao duo, teve a oportunidade de entrevistar o This Wild Life antes do inicio da turnê latino-americana que está prestes a acontecer.

A dupla tem três apresentações em terras canarinhas, sendo a primeira já nesta Sexta Feira (18) no Rock Together em SP com todos os ingressos já vendidos. Mas o público paulista poderá prestigiar a banda também no Sábado (19) na Jai Club, localizada na Vila Madalena. A turnê segue no Domingo em Florianópolis, Santa Catarina, e ainda passará pela Argentina, Chile e México.

O duo vem arrastando multidões por onde passa e já possui uma grande fanbase em nosso país. A turnê é mais uma organizada pela produtora Solid Music, que já trouxe grandes nomes como Descendents, Silverstein, The Word Alive, Close Your Eyes, Comeback Kid, entre várias outras bandas.

Abaixo vocês podem ler na íntegra a entrevista que foi comandada pela galera da página This Wild Life Brasil, eles que gentilmente nos concederam o conteúdo:

Qual é a maior influência de vocês? O que inspira o This Wild Life? 

Dashboard Confessional é a razão pela qual nós somos uma banda hoje. Somos inspirados por outras músicas e a vida em geral.

Vocês tiveram uma boa aceitação do público que eram fãs de The Messenger?

Acho que o The Messenger estava tão imperceptível no radar que nem chega a afetar o sucesso do This Wild Life.

Como se sentiram sobre serem adicionados à lista do Dave na The Agency Group junto com grandes bandas como ADTR, Pierce The Veil e Sleeping With Sirens?

Foi uma escancarada de portas para o mundo das turnês. Dave é super talentoso e um grande mentor para a banda. 

No Brasil,  ADTR,  Pierce The Veil e Sleeping With Sirens são bandas muito populares. Vocês são amigos dessas bandas? Como é tocar com eles?

Excursionamos com o PTV e SWS algumas vezes, eles são muito talentosos e muito gente boa.

"No more bad days’" é uma canção sobre acreditar que, mesmo que coisas ruins aconteçam, amanhã as coisas podem mudar. Vocês tem alguma história pessoal por trás dessa música?

Eu escrevi a canção após minha mãe passar por um tratamento de quimioterapia. Foi um pequeno gesto para demonstrar meu apoio e agradecimento a ela.





No final do vídeo de "Stay Up" mostra que vocês estão tentando jogar frisbee com fantoches e o Anthony ri demais. Como é a vida no palco? Vocês se divertem? Vocês costumam fazer coisas juntos como sair, festas?

O vídeo foi muito divertido de se fazer, haha. Passamos muito tempo juntos durante a turnê, mas agora vivemos em estados diferentes um do outro. Então restritamente, na turnê.



Vocês gostam de fazer mini e pocket shows? Vocês sentem uma energia diferente neles?

Sim, adoramos tocar para fãs apaixonados. Mesmo que sejam 20 pessoas num meet and greet ou milhares em festivais.

Essa turnê latino-americana do TWL será a primeira por aqui. Vocês conhecem algo sobre o Brasil? O que vocês esperam e o que os fãs podem esperar desta turnê? 

Não sabemos muito além do fato dos fãs serem apaixonados. É o que mais interessa para nós!

Share on Google Plus

About Posthardcore Br

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.