Sound Check: Taunting Glaciers




Antes de qualquer coisa, quero explicar certinho o que exatamente é essa nova coluna do blog. Sound Check foi criada como um método para ajudar a crescer a cena de bandas nacionais, isso não só beneficiando as bandas mas também os leitores do blog, que irão conhecer novas bandas de seu país. Sound Check será feita duas vezes por mês, irei escolher duas bandas que eu acho que vale a pena conhecer, e escrever. Claro que com cada post iremos tentar ter algum tipo de material exclusivo, seja uma estreia de um vídeo, informação exclusiva ou até entrevistas. Espero que gostem desse novo projeto!


A estreia da nossa nova coluna, será feita com a participação da banda Taunting Glaciers
Você pode encontrar a banda no Facebook, Instagram, Vimeo e no Bandcamp.



Taunting Glaciers é uma banda de ambient/melodic hardcore de Blumenau, SC. A banda foi criada pelo  Roberto "Swan" de Lucena como um projeto solo em julho de 2013. Agora com quatro membros, Swan (vocalista), Carlos (baterista), Lola (guitarrista) e Gustavo (baixista), a banda lançou o seu primeiro EP, intitulado Taunting Glaciers, que ficou entre os Top 100 EPs/álbuns de melodic hardcore no Bandcamp. Entramos em contato com o Swan, que nos falou um pouco sobre a banda e algumas novidades que estavam por vir, um das novidades sendo o vídeo clipe da faixa "On Discussing Wolves" que foi gravado e sobre alguns brindes como adesivos, que a banda teve a ideia de dar para os fãs através de sua página no Facebook! Pedimos para fazer uma pequena entrevista, para os fãs da cena underground conhecerem melhor está ótima banda, que foi realizada online e respondida por todos os membros da banda. Segue a entrevista abaixo.

PHC: Como que a banda foi criada? Por que a escolha do gênero?
SWAN: A Taunting Glaciers começou como um projeto solo meu para brincar um pouco com algumas ideias que eu estava tendo de fazer algo um pouco mais melódico e mais emotivo baseado em bandas que eu ouvia paralelamente ao hardcore quando eu era moleque. Quando eu tinha uns 13 anos minha mãe me deu de presente em um amigo invisível de natal um cd do Smashing Pumpkins (Siamese Dream). Na época os poucos cd's que eu tinha eram de punk rock. Lembro que músicas como Disarm especialmente, mudaram bastante o meu gosto musical e anos mais tarde fui adicionando à lista bandas como Sunny Day Real Estate, Jimmy Eat World, Coheed and Cambria… Porém ao mesmo tempo eu não queria deixar de lado as minhas raízes no hardcore então decidi adicionar elementos de bandas que comecei a ouvir mais ou menos por volta de 2002-03 como Converge, Ensign, Shai Hulud, Newborn. O resultado disso tudo na minha cabeça virou a Taunting Glaciers.
PHC: Quais bandas inspiram o som de vocês?
SWAN: Bom… Além das citadas na primeira pergunta eu gostaria de destacar algumas bandas mais recentes que contribuíram com a inspiração pra fazer o primeiro EP: Further Seems Forever, Touché Amoré, Dance Gavin Dance.
PHC: Quais os objetivos que vocês tem como banda?
SWAN: No começo como era pra ser apenas um projeto solo a minha pretensão era apenas lançar o som e discutir sobre com amigos. Na medida que eu fui mostrando as músicas, vários amigos mais próximos disseram que adoraram o projeto e que eu deveria investir mais nele. Numa dessas conversas, o Carlos falou que se eu precisasse de alguém pra tocar podia contar com ele. Foi mais ou menos assim que a Taunting Glaciers deixou de ser um projeto pra virar banda. E pra completar o line-up eu fui atrás de duas pessoas que eu já conheço bem o suficiente pra saber que fariam um bom trabalho. Então chamei o Gustavo e a Lola pra fechar. Acho que agora a ideia principal é terminar o EP, fazer mais vídeos e ver se a gente consegue descolar algum show pela região pra ver até onde isso vai dar.

LOLA: Eu quero muito poder lançar um disco em vinil. Sonhos de infância. E talvez um dia realizar uma tour em outros países.

GUSTAVO: Continuar partilhando isso tudo com meus colegas de banda. Estão todos muito empenhados e amando o que estão fazendo e o resultado está ótimo.

CARLOS: Acho que manter o empenho do grupo, tentar conseguir o maior número possível de shows no Brasil e talvez um dia no exterior e lançar cada vez mais material.
PHC: Quais são as melhores experiencias vivenciadas dentro de uma banda?
SWAN: Pra mim a melhor parte de ter banda sempre foi arrumar as malas e viajar. Conhecer novos lugares, novas pessoas e levar sua música cada vez mais longe.

LOLA: Viajar. Conhecer bandas novas na estrada. Ver como as coisas são feitas em suas bandas. Trocar experiências.

GUSTAVO: Sem dúvida "cair na estrada".  Mesmo quando dá tudo errado ainda vale a pena conhecer novos lugares e pessoas. Coisas que só acontecem mesmo  quando você sai de casa pra tocar.

CARLOS: Poder viajar e fazer novas amizades para poder disseminar cada vez mais o trabalho da banda.


PHC: Pra quem ainda não conhece a banda, qual som vocês recomendam?
SWAN: On Discussing Wolves. A letra e a música dão uma temática bem propícia ao espírito da banda. Vocês podem ouvir e comprar a música no nosso Bandcamp e assistir o vídeo clipe abaixo.



Créditos:
Logo Sound Check: Vinicius Custodio.
Foto de Taunting Glaciers: Gunner.
Vídeo clipe de "On Discussing Wolves": Gunner, Swan e Felipos.



**Se você tiver uma banda e gostaria de ser divulgado no Sound Check mande o seu material para posthardcorebr@gmail.com! :)
Share on Google Plus

About Gabi Jardim

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.